segunda-feira, 26 de março de 2018

Liberdade aos sentidos

Todos os dias espio pela janela do banheiro para conferir se o tempo está bom.

Hoje o tempo está ameno aqui, mesmo numa semana com previsão de chuvas e tempestades.

Ontem, logo ali no verão, olhava e enxergava o sol.

Então ontem era verão, hoje outono, amanhã inverno.

Ontem também era 2017, amanhã já é quase 2019.

Ah! Efêmero tempo.

Ontem eu procurava inspiração para iniciar meu romance, hoje fiz mais uma tentativa, quiçá amanhã após mais uma procrastinada finalmente eu consiga escrever a primeira linha.

Mas espera ai, já tenho enredos suficientes para dezenas de romances.

Tenho comigo bibliotecas inteiras de livros lidos, relatos ouvidos, relações observadas, e porque não começo logo a escrever?

Talvez seja preguiça, uma limitação, um bloqueio, ou simplesmente medo.

Penso: Pra que abrir páginas e páginas de manuscritos se o que é bom mesmo é viver o amor, sentir o amor, e vê-lo voar em seres alados, na força da água, no sol que nasce a cada manhã.

Então ta decido. Não vou aprisionar em palavras o que pode ser sentido, fazer sentido, dar um sentido. “Vamos viver o que ha pra viver, vamos nos permitir”.

Que sua semana seja de muito amor em cada imagem que olhares, em cada som que ouvires, em cada ser que tocares.

Boa segunda com muito amor no seu coração.

Namastê

Adilson Di - @AdilsonDi

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e identifique-se