sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Julgo alheio

Ser julgado por algo escrito por nós e mal entendido por outrem, acaba que muitas vezes somos condenados pelo que não dissemos, mas sim pelo que os outros entenderam.

Se nossa pena é a perca do convívio com o mal entendedor, as vezes é melhor que assim seja, pois a pessoa se indispor por um único comentário incompreendido, em geral caracteriza algo muito mais profundo e longevo que uma mera questão intempestiva.

Pessoas bem intencionadas conversam, discordam, debatem, chegam a um consenso e seguem suas vidas sem afundar-se em injurias, difamações e energias negativas.

Você leu isso, então não tire conclusões precipitadas, as vezes o que escrevemos não tem um alvo, pois estou muito bem com os que me querem bem.

Excelente final de semana a todos.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e identifique-se