quarta-feira, 20 de junho de 2012

Será que sou chique?

Conheço pessoas que adoram colocar certas fotos nas redes sociais. Alguns de restaurantes ditos chiques, outros de pessoas ditas famosas, outros de lugares ditos paradisíacos, mas constatei também que estas pessoas experimentam isso uma vez na vida outra na morte, foi dai que fiquei imaginando se eles tivessem a oportunidade de viver ao menos um pouco de minha vida.

Estou sempre sendo convidado para eventos maravilhosos e gastando uma ninharia para isso. Vou a restaurantes lindos, lugares mais ainda. Tenho em meu rol de amigos figuras ilustres tais como cientistas, filósofos, médicos, economistas e artistas, alias, cada um de nós tem um Q de cada uma destas profissões, pois de medico e louco cada um tem um pouco.

Como sushi rotineiramente, tomo ótimos vinhos, e me delicio com maltes nobres seguidamente, e até caviar comi varias vezes.

Numa analise fria constato mais uma vez que viver a vida sem preconceitos, manias, fobias, predileções, amando a tudo naturalmente é a coisa mais normal do mundo,  e que as forcas do universo conspiram a favor dos loucos e desapegados, mas que também dão um título a doença da apegação e possessividade, que é ser chique.

Felizes os que acham feijão e arroz um manjar de deuses, felizes os que usam roupas básicas sem preocupar-se com marcas, modas e combinações, felizes os que não estão nem ai para expressões sociais para defini-los.

Eu sou o que sou e não to nem ai se tu gosta ou não, mas saiba que mesmo você sendo o maior idiota do mundo, ainda gosto de você.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e identifique-se