terça-feira, 25 de agosto de 2009

Melhor Idade


Chego aos meus quarenta anos, satisfeito da vida que tenho.

Algumas marcas carrego comigo, tais como a de não ter inimigos, não ter inimizades, talvez, alguns adversários políticos que confundem posicionamento ideológico com convivência harmônica, não dever dinheiro a ninguém, ou melhor, não ter nenhum tipo de dívida, nem financeira, nem moral, nem ética, não ter ex mulheres me cobrando pensão nem falando mal de mim por ai, alias, tenho ex namoradas maravilhosas que as amo de paixão, tenho amigos por onde passo, sou saudável, tenho e tive trabalhos maravilhosos, ajudo as instituições sociais da minha região, vou a missa sem preconceitos, e recebo o Espírito Santo em minha comunhão com Deus enfim, levo uma vida sadia e feliz.

Tenho me surpreendido com a reação das pessoas ao saberem minha idade, lógico que fico muito envaidecido com as referencias, mas é algo que me deixa curioso, em pensar o que as pessoas fazem de suas vidas para deixarem que suas aparências se degradem.

Há pouco fui no festival do chopp na cidade de Feliz, interior do Rio Grande do Sul, e a viagem em ônibus locado, onde fomos confraternizando com os demais. Quase a totalidade do ônibus de pessoas bem mais jovens que eu, e neste sentido, conversa vai, conversa vem, na hora da chegada no destino, um rapazote faz a seguinte indagação: - Como é ruim ficar mais velho, o cara começa a ficar gordinho, - olhei para traz e perguntei-lhe a idade, e o mesmo respondeu que tinha vinte e poucos anos, eu ri muito da cena, e ele desconfiado me fez a mesma pergunta, eu mostrei quatro dedos a ele, ele perguntou? - Tens vinte e quatro? - Fiz um gesto de negativa. - Não vais me dizer que tens trinta e quatro? Ri e neguei novamente. – TU TENSSSS QUARENTAAAAA... NOSSSAAAA TU É CONSERVADO NO ALCOOL.... rsrsrs... Rimos muito da situação e curti a festa com o mesmo pique que eles.

Agora na semana passada, ao participar de uma licitação na serra gaúcha, aconteceu algo parecido, porem com pessoas que tinham mais idade que eu. Durante as conversas uma senhora diz ao outro empresário ao meu lado: - Acho que lhe conheço, o senhor não trabalhou em tal lugar? Porque se for, trabalhamos juntos, afinal, devemos regular de idade, pois tenho trinta e nove (ela tinha cara de 50). – O cara respondeu que sim, porém que tinha trinta e seis anos. Saímos dali e fomos almoçar juntos. Todos servidos e já degustando um belo churrasco, quando alguém resolve indagar porque eu não tinha citado minha idade enquanto eles debatiam sobre o assunto, respondi que tinha quarenta, foi quando o tal empresário de trinta e seis quase engasgou-se, e fez uma cara de espanto.

Ontem entrevistei um cara, para ele trabalhar como consultor, e na mesma função do papo vem, papo vai, perguntei a idade dele, e ele de pronto respondeu que tinha trinta e seis, nisso, ele faz uma referencia tipo: - tu que é mais novo deve saber... - Ri e ele desconfiado pergunta, o que foi, quando lhe digo que tenho quarenta o cara de pronto me cumprimenta.

Olha amigos, quero dizer que minha auto-estima foi nas nuvens, e que se estou aparentando ter menos, ou estar aparentando ter exatamente meus quarenta, enquanto os demais aparentam mais idade, é porque minha vidinha simples, humilde, família, amigo... me conduziu até aqui de maneira certa,  portanto acredito que possa sugerir aos mais jovens, que tenham sonhos e objetivos, mas nunca esqueçam que ser amigos, perdoar, rir, trabalhar, ler, ouvir, respeitar, caminhar e muitas outras coisas vão fazer você viver tão feliz quanto eu vivo a minha vida.

Tenham uma ótima semana.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e identifique-se